Natureza ao centro

O blog do núcleo do centro da Liga para a Protecção da Natureza

setembro 24, 2004

Alteração de local

O debate "No café com... Domingos Xavier Viegas e António Dinis Ferreira" subordinado ao tema "As florestas, os incêndios e o Protocolo de Quioto", do próximo dia 28 pelas 18:00, vai decorrer no Ateneu de Coimbra, e não no Teatro Académico de Gil Vicente, como chegou a ser anunciado neste blog. Mudem lá as vossas agendas e apareçam.

FIM DE SEMANA EUROPEU DE OBSERVAÇÃO DE AVES

Esta é uma iniciativa à escala europeia da associaçãoBirdLife International e decorre no fimde-semana de 2 e 3 de Outubro. Em Portugal, a coordenação e divulgação é assegurada pela SPEA- Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. Como não podia deixar de ser, a LPN associou-se a esta iniciativa e organiza diversas saídas de campo. Cada saída será guiada por um colaborador com experiência em observação de aves que irá auxiliar todos os que se desloquem ao local para participar nas actividades. As actividades são gratuitas e uma excelente oportunidade para se familiarizar com a beleza e diversidade da família das aves, não perca! Para mais informações sobre o Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves contacte a SPEA através do telefone 21 3220430 ou consulteo endereço electrónico www.spea.pt As saídas e actividades organizadas pela LPN são as seguintes:

FESTIVAL MUNDIAL DE AVES
O Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves será o mote de partida para o Festival Mundial de Aves e que se traduz na organização, no nosso país, de diversas iniciativas, nomeadamente saídas de campo, cursos, palestras, visitas, etc.O Congresso Internacional “Ecossistemas Agrícolas e Riqueza Biológica– Principais ameaças e medidas de conservação” e o Workshop Internacional “Conservação de Falco naumanni” estão inseridos neste festival. Não se esqueça de efectuar a sua inscrição. Data e local: Congresso – 31 de Outubro a 1 deNovembro, Castro Verde; Workshop – 29 e 30 de Outubro, Castro Verde. Contactos: Sónia Fragoso, LPN, Estrada do Calhariz de Benfica, 187, 1500-124 Lisboa Telefone: 217780097 Fax: 217783208peneireiro.torres@lpn.pt

Saída de campo para observação de aves estepárias
Data e Local: 3 de Outubro, Castro Verde. Local de encontro: Centro de Educação Ambiental de Vale Gonçalinho, 10h00. Contactos: Centro de Educação Ambiental de Vale Gonçalinho, Herdade de Vale Gonçalinho, Apartado 84, 7780 Castro Verde Telefone e fax: 286 328
309 lpn.cea-castroverde@clix.pt

Festival Mundial de Observação de Aves em Sagres
Data e Local: 2 de Outubro, Sagres. Locais de Encontro:8h00 no parque de estacionamento do Cabo de S.Vicente, Sagres; 09h30 no largo da estação da CP em Portimão; 10h30 no Café “O Vigia”, na estradaSagres/Cabo de São Vicente. Contactos: LPN Algarve, Apartado 439, 8500 Portimão. Telefone: 966342876 (Elisabete Rodrigues),963910878 (Alexandra Cunha)
ou 912231543 (Jill Lloyd) lpn_algarve@yahoo.com

SESSÃO DE ANILHAGEM DE PASSERIFORMES MIGRADORES
Data e Local: 3 de Outubro, Sagres. Local de encontro: 8h00 Café “O Vigia” – Praia de Beliche Contactos: LPN Alentejo, Rua de Machede, 53 A,7000-864 Évora. Telefone e fax: 266709564 ou 968092353 (Carlos Cruz) lpnalentejo@mail.telepac.pt

setembro 10, 2004

Da necessidade de legislação de protecção aos carvalhos, parte I

Os carvalhos têm elevado valor económico e patrimonial, bem como uma ligação estreita com a história e a cultura do nosso país e do nosso povo. Actualmente, existe apenas legislação dirigida à protecção e condicionamento do abate de sobreiros e azinheiras (169/01); para as outras espécies do género Quercus apenas existe o vazio legal, o esquecimento por parte das autoridades e algum desconhecimento do público em geral acerca do papel que estas espécies desempenham no nosso país.

Todos os estudos indicam que Portugal foi, outrora, um país com uma floresta bem diferente daquela que hoje temos. Terá sido uma floresta em que as espécies dominantes eram sobretudo folhosas, nomeadamente quercíneas, onde se incluem o sobreiro e a azinheira.

Já vem de longa data a primeira legislação de protecção ao sobreiro a qual foi seguida pela da azinheira, ambas as espécies largamente representadas no Sul do País. De todas as espécies referidas acima, são as que conservam áreas extensas devido quer à legislação de protecção, quer à sua importância económica, quer devido ao facto de se encontrarem em zonas de latifúndio. No entanto sorte diferente tiveram as restantes espécies do género Quercus, nomeadamente Quercus faginea subsp. broteroi e subsp. faginea (Carvalho-cerquinho ou português), Quercus robur (Carvalho-alvarinho), Quercus pyrenaica (Carvalho-negral) e Quercus canariensis (Carvalho-das-Canárias). Confinados a zonas do país com uma estrutura fundiária menos favorável à conservação de manchas florestais extensas e com tradições de práticas de pastoreio livre, os carvalhais foram desaparecendo do nosso território, levados pelo machado, pelo fogo, pelo pastoreio, pela construção de infra-estruturas e, mais recentemente, pela substituição por outras espécies concorrenciais. O que hoje existe são singelos resquícios de florestas outrora frondosas e extensas. Torna-se assim incompreensível que, face a esta situação, os carvalhos não tenham qualquer estatuto de protecção no nosso País.
Contrariamente ao que acontece com o sobreiro e com a azinheira, qualquer proprietário por sua livre iniciativa pode abater carvalhos, sejam eles plantas jovens ou árvores multisseculares.

Actividades para Setembro:

22- Entrega dos prémios do concurso de fotografia "O Carvalho-cerquinho", e exposição dos trabalhos a concurso, na Escola Superior Agrária de Coimbra. Organização conjunta da LPN centro e núcleo de estudantes de engenharia florestal da ESAC.
28- "No café com..." (ciclo de debates que está quase a fazer um ano de existência) Tema para este mês: "A floresta, os incêndios e o protocolo de Quioto". TAGV, 18:00

setembro 09, 2004

Apresentação

O núcleo do centro da Liga para a Protecção da Natureza inicia-se assim na blogosfera, tentando criar um espaço de debate sobre o ambiente, com especial incidência na região centro do país. Queremos também com este blog dar visibilidade às actividades do núcleo, e possivelmente atraír pessoas interessadas em trabalhar, discutir, intervir, enfim, participar e exercer a sua cidadania.